47 empresas do BCSD Portugal estimam criar até 11.200 empregos entre 2017 e 2020

47 empresas do BCSD Portugal estimam criar até 11.200 empregos entre 2017 e 2020

Data da publicação: 11/05/2015

Entre 2017 e 2020, um total de 47 empresas membro do BCSD Portugal – Conselho Empresarial para o Desenvolvimento Sustentável, vai criar entre 7.500 e 11.200 postos de trabalho em Portugal. Um questionário realizado junto destas 47 empresas identificou também as cinco competências mais escassas em Portugal:

• engenharia tecnológica
• comercial, marketing e comunicação de informação
• ciências económicas
• operações e logística
• automação

Dentro das cinco competências mais escassas, são exemplos de profissões os Técnicos de Redes, Programadores e Analistas de Sistemas (engenharia tecnológica), os Técnicos de CRM/ Marketing Relacional e E-commerce (comercial, marketing e comunicação de informação), os Gestores de Risco e Controllers de Gestão (ciências económicas), os Técnicos de Operação Logística e Responsáveis de Entreposto Logístico (operações e logística) e os Técnicos de Robótica, Programadores CNC (máquinas robotizadas) e Programadores de Automação (automação).

Estes dados resultam de um questionário realizado pelo BCSD Portugal junto de 47 empresas, no âmbito da AÇÃO 1 – Adequar perfis de competências entre as empresas e a formação escolar, projeto que pretende contribuir para reduzir o desencontro entre as competências que as empresas precisam e as qualificações dos alunos que estão a sair das escolas secundárias. As 47 empresas que preencheram o questionário empregam 240 mil colaboradores e faturam 67 mil milhões de euros na sua atividade global.

O questionário, realizado em cooperação com o Hay Group, membro do grupo de trabalho da AÇÃO 1 teve como objetivos: identificar as competências que são essenciais às empresas para o desenvolvimento do seu negócio num horizonte de três e cinco anos, perceber que tipo de competências vão recrutar, quais as áreas onde o recrutamento é mais escasso no mercado português e de que forma está o ensino português adequado às necessidades de recrutamento das empresas.

Além das competências mais escassas, o questionário identificou ainda as competências críticas para a consecução dos negócios, ou seja, aquelas que são determinantes para o desenvolvimento das empresas e dos seus negócios. As cinco competências críticas identificadas pelas 47 empresas são:
• operações e logística (cadeia de valor)
• automação
• comercial, marketing e comunicação de informação
• engenharia de materiais e mecânica
• engenharia tecnológica

A título de exemplo, em relação à área de operações e logística, as competências críticas que mais se destacam são a gestão logística, as operações e logística e o planeamento industrial. Na área comercial, marketing e comunicação de informação, as competências mais críticas são as compras e negociação, marketing relacional e prospeção comercial.

O estudo procurou perceber também quais as competências comportamentais mais importantes para as empresas. A liderança é a competência comportamental mais escassa entre os profissionais, enquanto a orientação para o cliente e a orientação para os resultados, são as duas competências mais críticas para o desenvolvimento do negócio.

Este questionário é o ponto de partida para um trabalho posterior de sensibilização dos jovens em idade de decidir o seu futuro, para as profissões identificadas no estudo.
Protocolo de colaboração entre Ministério da Educação e Ciência e BCSD Portugal
O Ministério da Educação e Ciência e o BCSD Portugal assinam hoje um protocolo de colaboração que concretiza um maior envolvimento das empresas membros do BCSD Portugal no desenho curricular dos cursos do ensino vocacional e na formação em contexto de trabalho. O protocolo é uma manifestação de interesse e disponibilidade dos membros do BCSD Portugal na promoção do desenvolvimento conjunto de cursos vocacionais.

O grupo de trabalho da AÇÃO 1 é constituído por 27 empresas membro do BCSD Portugal, sendo que a SONAE é a empresa líder do grupo e o Hay Group colaborou na elaboração do questionário e análise dos dados, enquanto membro do BCSD Portugal. A AÇÃO 1 integra o projeto estratégico do BCSD Portugal, a AÇÃO 2020 – Soluções Empresariais para o Desenvolvimento Sustentável, um conjunto de linhas de força para a agenda das empresas, para promover o desenvolvimento sustentável de Portugal, em articulação com os decisores de políticas públicas e os agentes da sociedade civil, no horizonte de 2020.

 

 

BotaoPDF

Contactos para imprensa:
Ana Marreiros
Tel.: 21 781 9001 | Enviar Email

2017-10-17T16:14:08+00:00