Integrar a conservação da natureza nas políticas de sustentabilidade das empresas

Integrar a conservação da natureza nas políticas de sustentabilidade das empresas

Data da publicação: 11/03/2015

O papel das empresas na conservação da natureza e a integração da conservação da natureza nos planos, políticas e estratégias de sustentabilidade, são temas que vão estar em destaque no eventoIntegrar a conservação da natureza nas políticas de sustentabilidade das empresas, promovido pela LPN – Liga para a Proteção da Natureza e pelo BCSD Portugal – Conselho Empresarial para o Desenvolvimento Sustentável.

O evento, que conta com a intervenção de Jorge Moreira da Silva, Ministro do Ambiente, Ordenamento do Território e da Energia e de Francisco Caldeira Duarte, Presidente da Câmara Municipal de Castro Verde, decorre a 13 de Março, entre as 10h e as 17h, em Castro Verde.

EDIA, EDP, grupo Portucel Soporcel, Jerónimo Martins e Somincor, são as empresas membro do BCSD Portugal que vão explicar como têm vindo a integrar a conservação da natureza na política de sustentabilidade. As empresas que antecipam a integração da natureza na tomada de decisões e na definição da estratégia corporativa, conseguem contribuir para uma utilização racional e otimizada dos serviços que a natureza disponibiliza, estando assim mais protegidas para os riscos de causa natural.

Durante a tarde há espaço para uma visita de campo ao Campo Branco para observação das paradas nupciais das abetardas, o ritual reprodutor desta ave que acontece nesta altura do ano. A população das abetardas é distribuída essencialmente pelo Alentejo, sendo que 80% se encontra no Campo Branco. A abetarda é considerada uma espécie em perigo pelo Livro Vermelho dos Vertebrados de Portugal e uma espécie de ameaça vulnerável pelo International Union for Conservation of Nature (IUCN). A sobrevivência da espécie está relacionada com a alteração do habitat da ave, que depende das ações da população local e de ações empresariais conjuntas.

O evento “Integrar a conservação da natureza nas políticas de sustentabilidade das empresas” é organizado pela LPN – Liga para a Proteção da Natureza em parceria com o BCSD Portugal – Conselho Empresarial para o Desenvolvimento Sustentável, com o apoio da Câmara Municipal de Castro Verde.

Exemplos de medidas de conservação da abetarda por parte das empresas
Estando a colisão e a eletrocussão nas linhas de distribuição de energia entre as principais ameaças à sobrevivência das abetardas, a EDP tem vindo a corrigir as linhas em áreas particularmente sensíveis para aves com estatuto legal de proteção e de grande envergadura, como as abetardas, as águias e os grifos. A correção passa pela colocação de soluções técnicas de proteção da avifauna e monitorização da eficácia das medidas. Com o acumular deste conhecimento, a EDP criou um manual de recomendações a ter em conta no desenho de projetos de construção de novas linhas aéreas de alta e média tensão em Zonas de Proteção Especial e áreas protegidas. O manual contém também as soluções técnicas a implementar na correção de linhas elétricas existentes.

A Herdade do Gavião (Aljustrel), que integra o património do grupo Portucel Soporcel, está inserida na Zona de Proteção Especial de Castro Verde. A gestão da biodiversidade da Herdade compreende a criação de medidas que visam manter as condições de habitat favoráveis à conservação da abetarda, e de outras espécies existentes, de que são exemplo: a restrição ao uso de químicos nas zonas de conservação, a adequação dos locais de plantações florestais e a manutenção de zonas agrícolas e áreas abertas. Por outro lado, a gestão cinegética da propriedade é também um contributo importante para a conservação da abetarda, através da disponibilização de alimento e de água, já que os diversos pontos de água existentes podem ser usados em simultâneo pelas espécies cinegéticas e pelas aves estepárias, como a abetarda e o sisão.

 

BotaoPDF

Contactos para imprensa:
Ana Marreiros
Tel.: 21 781 9001 | Enviar Email

2017-10-17T16:13:38+00:00