Infraestruturas verdes: oportunidades e desafios 8Nov

Infraestruturas verdes: oportunidades e desafios 8Nov

Data da publicação: 08/08/2016

A formação “Infraestruturas verdes: oportunidades e desafios” tem como objetivo apresentar os termos e conceitos chave relacionados com as infraestruturas verdes, as razões que fundamentam a aposta das empresas neste tipo de infraestruturas e de que forma esta aposta funciona como um valor acrescentado para o negócio. No final da formação, os formandos ficarão aptos a relacionar a proteção do capital natural com a prosperidade económica e o bem-estar humano.

A formação parte do pressuposto que as empresas estão direta ou indiretamente ligadas ao capital natural, isto é, à biodiversidade e aos serviços proporcionados pelos ecossistemas e, como tal, defende o papel que as empresas devem assumir na construção, proteção ou melhoria de infraestruturas verdes. São exemplos de infraestruturas verdes as áreas protegidas, zonas rede Natura 2000, habitats restaurados, recursos naturais como cursos de água, lagoas, sebes ou faixas de floresta, recursos artificiais como ecoviadutos, ecopontes, elevadores e escadas de peixes ou telhados verdes, agricultura em harmonia com animais selvagens ou usos diversos da terra no mesmo local, seja para produção de alimentos, recreio, lazer ou turismo.

O documento “Infraestrutura verde – valorizar o capital natural da Europa”, publicado em 2013 pela Comissão Europeia, define infraestruturas verdes como “uma rede estrategicamente planeada de áreas naturais e seminaturais de alta qualidade e com outras características ambientais, sendo concebida e gerida para fornecer uma ampla gama de serviços dos ecossistemas e proteger a biodiversidade em ambientes rurais e urbanos”.

8 novembro 2016 – Lisboa
(Programa a lançar em breve)
Inscrições via email

2017-10-17T16:21:20+00:00