Economia circular e simbioses industriais

Economia circular e simbioses industriais 2018-03-04T22:18:23+00:00

Grupo de trabalho economia circular e simbioses industriais

Contexto

A gestão dos resíduos com vista à valorização e (re)incorporação na economia é uma das áreas de foco da economia circular em matéria de política pública europeia. Uma vez que a percentagem de resíduos valorizados em Portugal é inferior à média europeia, é prioritário que os resíduos passem a ser considerados como recursos, dando lugar à exploração de sinergias entre empresas que venham a concretizar projetos de simbioses industriais.

Numa primeira fase, este grupo de trabalho procura potenciar sinergias entre os associados do BCSD na área dos resíduos e subprodutos, para posteriormente alargar o projeto à comunidade empresarial portuguesa em geral.

Objetivos esperados e alcançados

  • Mapear as quantidades de resíduos produzidos, rececionados e subprodutos existentes junto das empresas participantes;
  • Identificar oportunidades de simbioses industriais;
  • Avaliar o potencial impacte ambiental, social e económico das simbioses identificadas e o potencial de estabelecimento de simbioses entre as empresas participantes;
  • Identificar um conjunto de recomendações e oportunidades de atuação no âmbito de políticas públicas de apoio à transição para a economia circular e simbioses industriais.

“Sinergias Circulares: Desafios para Portugal”

 

O estudo “Sinergias Circulares” apresenta os impactos económicos, sociais e ambientais do aproveitamento dos resíduos enquanto matéria-prima, isto é, evidencia os benefícios da transação de resíduos entre empresas para a economia e para o país. As conclusões do estudo atestam a redução de extração doméstica, a criação de novos empregos, a redução de consumos intermédios e a geração de valor acrescentado bruto (VAB). O estudo apresenta também um mapeamento dos resíduos mais produzidos por concelho que responde às seguintes perguntas: Quais os resíduos produzidos? Em que quantidades?  Em que zona do país? Que tipo de indústrias podem absorver resíduos?

Associados envolvidos

Parceiros